Lance embutido x Lance com recursos próprios: entenda a diferença entre eles

 

Para quem quer fazer aquisições de grande monta, como a da casa própria ou automóvel, o financiamento nem sempre é a melhor solução. Graças às suas altas taxas e menor prazo de pagamento, muitos interessados ficam mais inclinados a apostar no lance embutido dos consórcios ou no lance com recursos próprios.

Você sabe o que são esses dois conceitos? Continue lendo o texto para entendê-los!

O consórcio

Tanto os lances embutidos como os lances com recursos próprios são estratégias utilizadas dentro de um consórcio. Por isso, para saber melhor o que são esses tipos de tratativas, é preciso, antes, entender como funciona um consórcio.

O consórcio atua de uma forma simples: um determinado grupo de pessoas, interessadas em um mesmo bem, se junta e paga pequenas prestações mensalmente.

Periodicamente, são sorteadas em assembleias ou identificadas por meio de lances quais serão as pessoas contempladas com um dado crédito, que serve para adquirir o bem objeto do contrato. E isso segue até que todas as pessoas do consórcio sejam apreciadas.

Via de regra, consórcios são opções mais econômicas para quem quer garantir um bem de alto valor. Além disso, também possuem prazos consideravelmente maiores para a quitação da dívida.

O lance embutido

Para quem deseja adquirir um bem, mas não tem ainda toda a quantia disponível, o lance embutido é uma estratégia a ser considerada.

Isso porque, com a tática, não será necessário ter o dinheiro em espécie para participar do consórcio. Assim, o capital aproveitado para a quitação de cada parcela advém da futura carta de crédito.

Dessa forma, quando o cliente for sorteado, sua carta de crédito disporá de um valor menor, uma vez que parte dela foi utilizada no próprio consórcio. Entretanto, até esse dia chegar, sua fatura permanecerá intacta.

A maioria das empresas trabalha com um preço de até 30% em cima do valor total de seu consórcio. No entanto, é preciso ficar atento: mesmo com o abatimento do valor do lance em sua carta de crédito, taxas e tributos a serem pagos ainda incidem sobre a importância total do consórcio.

Lances com recursos próprios

Os lances com recursos próprios funcionam de maneira similar ao lance embutido dentro de um consórcio. No entanto, aqui o contemplado recebe o valor total de sua carta de crédito, ao quitar suas dívidas com lances.

Por exemplo, se ele possui um patrimônio pessoal de R$ 10 mil, que utilizou para dar um lance em um consórcio que vale R$ 50 mil, a pessoa será capaz de retirar a carta de crédito integralmente depois de pagar os R$ 10 mil devidos.

Podem-se misturar as duas estratégias?

A cada dia, mais e mais empresas apostam na conciliação entre os lances embutidos com os lances feitos com recursos próprios. Assim, muitas pessoas podem dar lances maiores, juntando suas economias com o lance embutido, trazendo um abatimento menor da carta de crédito.

Como escolher?

A melhor forma de saber qual é o melhor tipo de lance para a sua situação é analisando as qualidades e defeitos de cada uma dessas modalidades ao largo do contrato do consórcio do qual faz parte.

Por essa razão, não há uma resposta pronta para saber qual é o melhor tipo de lance para atingir o objetivo que você tem. O ideal é considerar os seus recursos disponíveis, a fim de saber se pode arcar com as despesas de um lance com seu próprio dinheiro, ou se a opção pelo lance embutido será melhor para o seu planejamento.

O lance embutido é uma escolha cada vez mais popular entre as pessoas que não têm os recursos necessários para tanto. Você já se valeu de algum desses lances em consórcios? Conte um pouco de suas experiências nos comentários!

 

Adicionar comentário