É possível fazer transferência de cota de consórcio imobiliário?

Uma das perguntas mais frequentes entre aqueles que pensam em entrar em um consórcio é quanto à transferência de cotas de consórcio. Afinal, se você não tiver mais interesse naquele bem, ou não tiver mais condições de pagar as parcelas, você pode vender sua cota ou transferi-la para outra pessoa?

A resposta é boa: sim, você pode fazer isso! Porém, será preciso saber de algumas coisas antes de completar essa ação. Quer saber do que estamos falando? Veja a seguir:

O que acontece se eu fizer a transferência de cota de consórcio?

Ao fazer a transferência de cotas de consórcio, a pessoa está basicamente passando os seus direitos e deveres para terceiros que vão adquiri-las.

O novo titular pagará as prestações do consórcio. Quando chegar a vez, será contemplado com o valor integral da carta de crédito. Por essa razão, transferir a sua cota pode nem sempre compensar, principalmente se você já houver investido uma grande quantia naquele consórcio.

Antes de tomar a decisão, converse bem com sua administradora para saber se há alguma forma de abater parte das parcelas a serem pagas, ou diminuir o valor de cada uma delas.

Não há jeito. Quero transferir a minha cota! Como proceder?

Para quem já colocou na balança que valeria mesmo a pena transferir a sua cota em um consórcio imobiliário, e decidiu que sim, alguns passos podem ser seguidos para tornar todo o trâmite mais fácil. Veja abaixo quais são os principais deles:

Leia o contrato da administradora

Muitas administradoras oferecem a opção de transferência de cota de consórcio. Porém, ficará a cargo do indivíduo ler o contrato e saber para qual tipo de cota ela é permitida.

Em sua maioria, tanto cotas não contempladas quanto as contempladas podem ser aceitas para transferência. Assim, resta saber o que fazer, caso queira passar adiante o negócio.

Encontre um comprador

Depois de saber que a administradora aceita a transferência de cota de consórcio, chegou a hora de encontrar alguém que se interesse por comprar a sua parte no negócio.

Em algumas situações, a própria administradora poderá fazer o serviço de triagem de novo cliente, o que deixará todo o trâmite consideravelmente menos intrincado. Mas se optar por escolher um comprador de maneira individual, é importante garantir que a pessoa tenha um cadastro de bom pagador. Este documento provará para a administradora que o novo titular é capaz de honrar as parcelas do consórcio.

Estipule um bom preço para a sua cota

Já que você não vai conseguir a carta de crédito que originalmente ansiava, o natural é que pelo menos não saia no prejuízo.

Por isso, para calcular um bom preço para a sua cota, é necessário saber qual foi o valor já investido no consórcio. Além disso, procure saber qual seria a estimação real da sua cota dentro do consórcio. Se o valor do crédito tiver sido corrigido no período, a importância de sua cota será maior.

Vale dizer que é conveniente estar aberto para boas negociações com os compradores em potencial. Ofereça uma margem de desconto, com a qual ambos possam trabalhar, e assim o negócio poderá sair excelente para os dois lados.

Seguindo essas dicas, é bem mais fácil completar sua transferência de cota de consórcio imobiliário. Comente no post o que achou do texto!

 

One Response

  1. Sandra 26 de Março de 2017

Adicionar comentário