Conheça os diferentes tipos de lance de consórcios

Para antecipar a contemplação e poder usar o seu bem com mais rapidez, a oferta de lances é a melhor escolha. Dar esse valor extra permite que tenha novas chances de ser contemplado, em vez de contar apenas com a sorte.

Montar a sua estratégia depende de alguns fatores e um deles é conhecer quais são os tipos de lance de consórcios. Ao compreender o mecanismo de cada um, é mais fácil tomar as decisões adequadas.

Para ajudá-lo nessa missão, veja quais são os tipos de lance de consórcios e explore as melhores oportunidades.

Quais são os tipos de lance de consórcios?

Os lances se dividem, basicamente, em três categorias: livre, fixo e embutido. Os dois primeiros tipos utilizam recursos próprios e variam de acordo com o montante exigido.

Como o nome indica, o lance livre não tem impedimentos por parte da administradora. Ou seja, cada participante oferece o montante que desejar. Imagine que a carta de crédito imobiliário é de R$ 100 mil. Se o integrante quiser, pode ofertar R$30, R$ 40 ou R$ 50 mil, dependendo das condições de contrato. Quem der o maior valor, vence.

Já o lance fixo estipula uma quantia da carta de crédito a ser ofertada. No mesmo exemplo, dos R$ 100 mil, a administradora pode exigir um lance fixo de R$ 20 mil (ou 20%). Todas as pessoas que oferecerem o valor concorrem em um sorteio de contemplação à parte. Se apenas uma for capaz de dar o montante, ela ganha a contemplação.

Enquanto isso, o lance embutido usa recursos da própria carta de crédito. Ele é limitado pelo contrato e leva a uma redução da dívida. Se o consórcio é de R$ 100 mil e o lance embutido é de até 30%, então alguém que ofereça os R$ 30 mil só poderá gastar R$ 70 mil se for contemplado.

Quando escolher cada alternativa?

Como os tipos de lance de consórcios são distintos, também são indicados para momentos diferentes. Na maior parte dos casos, os contratos incluem mais de uma ou todas as modalidades, então é preciso escolher corretamente.

O lance embutido, por exemplo, é o ideal para quando inclui a quantia que você tem e que não é tão alta quanto a dos lances livres. Imagine que os últimos lances livres vencedores foram de R$ 40 mil e você só tem R$ 20 mil guardados. Se o montante corresponder ao total do lance fixo, essa é a melhor alternativa. Mesmo que não seja o único a ofertar, concorrerá com menos pessoas no sorteio extra.

Já se tiver um valor acima do lance fixo e que tem chances de conseguir a contemplação, o livre é o melhor. Para ter ainda mais probabilidades de sucesso, estude o histórico do grupo e deixe para fazer a oferta em momentos de menor concorrência.

O lance embutido, por sua vez, dificilmente fará com que consiga a contemplação, já que todos têm acesso a ele. Contudo, ele pode ser usado com outras modalidades e aumentar as suas chances.

Na carta de crédito de R$ 100 mil, se o lance embutido corresponde a 30%, ele significa R$ 30 mil. Então, dá para usar esse montante e somar aos R$ 20 mil guardados, o que totalizará uma oferta de R$ 50 mil. Como ajuda a compor o valor, aumenta as possibilidades.

O que é preciso para dar um lance?

Para utilizar os tipos de lance de consórcios é fundamental descobrir o que o contrato diz sobre isso. Veja quais são as condições de pagamentos, possíveis limites e formas de contemplação.

Com o acompanhamento das assembleias, você conhecerá o padrão do grupo e poderá definir melhor quanto deve oferecer nesse momento. Depois, basta separar o dinheiro necessário, esperar a próxima assembleia e dar o lance. Se tudo sair como o previsto, receberá a contemplação.

Os diferentes tipos de lance de consórcios têm o objetivo de fazer com que você seja contemplado em menos tempo. Ao conhecer as características de cada um e ao saber como usá-los é possível deixar de depender da sorte!

E você, gostou das informações do artigo? Agora que já sabe todas as informações sobre os diferentes tipos de lance de consórcios, acesse o nosso site e solicite uma proposta!

Adicionar comentário